10 de maio de 2016

PARA UMA POESIA ESPECIAL

 
Ela estava assentada no sofá de casa, esperando servir a ceia de natal e ouvindo as conversas de todos ao seu redor. Às vezes, simplesmente escutava; em outras, dava opiniões ou fazia uma piada. De repente, lembrou-se de enviar mensagens de natal para seus amigos mais próximos. Ela não era o tipo de menina que mandava mensagens padrão para todos. Ela escolhia poucos, a dedo, e, para estes, escrevia uma mensagem que vinha da alma.

No burburinho da agitação pré-jantar, ela escrevia uma mensagem, escolhia outra pessoa e iniciava uma nova. Enquanto passava os contatos, seus olhos se ativeram à pequena foto de um grande amigo, do qual havia se distanciado por uma incompatibilidade de momentos de vida. Sentiu saudade e uma vontade imensa de escrever, iniciou a mensagem.

“ Como desejar feliz natal para uma pessoa muito especial?
Não sei! Poesias especiais merecem algo que seja inesquecível, como elas são.
A palavra "poesias", acima, foi escrita como "pessoas", mas o corretor, gentilmente a transformou, e deu a ela o sentido que os olhos as vezes esquecem.
Você é uma poesia especial, que encanta aqueles que tem olhos sensíveis para perceber seus versos, nuances e brilhos. Brilhos de pôr do sol, de lua no mar, de estrela cadente. Brilhos singulares, que não se veem sempre, mas, quando vistos, trazem alegria ao olhar. Poesia singela, que prefere caminhar, olhar a vida, saltitar. Poesia divertida, que faz os lábios alheios exibirem sorrisos. Poesia triste, que transforma em conta gotas os olhos. Gotas de aprendizado, de esforço, de conforto. Porque poesias especiais são assim, marcam o coração e enchem a alma! Feliz natal minha poesia especial! ”

Assim como pessoas, as poesias são de vários tipos. Existem poesias longas, poesias métricas, românticas, feias, desajeitadas, com rima, sem lógica, cômicas entre tantas outras características que seguimos encontrando por aí. Mas, a poesia da qual ela falava, era diferente. Era uma poesia especial, destas que não se encontram sempre. São raras e do tipo que nem todos conseguem entender ou alcançar sua profundidade. Poesias que tocam a alma como um caminhar de mãos dadas, como molhar os pés na beira da praia, como um sorriso de criança, como ganhar colo, como abraço apertado, como sorvete num dia de sol, como o olhar amigo, como beijo roubado, como o amor.
E assim, ela segue a vida encontrando pessoas, poesias sendo escritas a cada segundo, e o bom leitor sabe apreciar cada detalhe deste ser formado de palavras e estruturado em papel vivente.
Quisera ela, ter enxergado todas as poesias especiais que encontrou, e tê-las lido com a profundidade e a paixão que mereciam.

Ela nunca recebeu uma resposta da mensagem enviada. Não sabe se foi lida. Às vezes, ainda se pega imaginando como teria reagido o destinatário, e porque não teria respondido. Mas agora, isso não importa muito. Ela aprendeu a ler as poesias que aparecem em sua vida, porque, para ela, pessoas são poesias.